Academia Contagense de Letras - acl

*uma flor no asfalto*

Livraria Popular reserva espaço para obras locais

De Vinícius Fernandes Cardoso para o Jornal Regional Contagem, março de 2010. 

 

A literatura brasileira escrita em Contagem deve contar com mais uma aliada. Trata-se da Livraria Popular, existente na cidade desde 1983, à Avenida José Faria da Rocha, perto do Pronto Socorro, no bairro JK.

 Acontece que há algum tempo o livreiro e psicólogo Edson Drumond da Silva, estimulado pela presença regular de escritores da cidade – que deixam suas obras para distribuição gratuita e venda em regime de consignação na livraria – vem concatenando a idéia de criar um espaço reservado para a exposição de obras literárias da terra.

 Edson há muito anos recebe livros, periódicos e materiais de divulgação literários de escritores, grupos e movimentos literários da Região Metropolitana de Belo Horizonte, mineiros e de alhures, que, com toda receptividade, são incorporados ao acervo comum da livraria, algo que muito lisonjeia o livreiro, prova do reconhecimento da sua presença firme há vários anos no ramo dos livros da região e de Minas Gerais.

 A novidade é que, há algum tempo, o livreiro, de personalidade justa e temperada, percebeu que não era por mal receber os estímulos do meio circundante, das presenças intrépidas de escritores e poetas como José Estanislau Filho, Diovvani Mendonça, Lecy Pereira Sousa, Vinícius Fernandes Cardoso, Yendis Asor Said e outros – divulgadores da literatura própria e alheia, e criar um espaço que valorize essas letras escritas por contemporâneos (e conterrâneos) de forma a enfatizar os sem ênfase, lembrando Carlos Drummond de Andrade: “Tristes são as coisas consideradas sem ênfase”.   

 Com o vagar próprio dos homens de temperança, Edson faz as coisas no seu devido tempo e dentro das suas possibilidades. A criação de um espaço reservado às obras contagenses na Livraria Popular, portanto, se fará e se aprimorará sem atropelos, como uma obra de artesanato aprimorada com o passar do tempo.

 Aviso aos navegantes – entenda-se: produtores culturais, escritores e artistas em geral: a Livraria Popular está aberta a propostas de realização de eventos culturais em seu espaço. Para quem quer realizar um lançamento de livro, sarau literário, conferência etc., e não tem um lugar para tal, lembre-se, a Livraria Popular está à disposição. Ela funciona de segunda a sábado, em horário comercial. Escritores locais que desejarem colocar suas obras em exibição, podem se dirigir à Livraria, à Av. José Faria da Rocha, n.º 5.899. Telefone: (31) 3046-0194.

 O espaço reservado às obras da terra trata-se de um serviço prestado às letras, à municipalidade e ao conhecimento. E como diz o poeta Diovvani Mendonça: “Vamô que vamô!”. 

LITERATURA BRASILEIRA ESCRITA EM CONTAGEM                          LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO

Mediante levantamento realizado pelo acadêmico Vinícius Fernandes Cardoso, segue abaixo relação de obras do espírito produzidas por autores radicados em Contagem, entre livros, revistas, sites e blogs, em ordem alfabética.    

Veja como ler uma referência bibliográfica:  

AUTOR, Título; subtítulo. Edição. Local (cidade) de publicação: Editora, data. Número de páginas ou volumes. (Nome e número de série).

Caso não haja referência à edição é porque esta encontra-se na primeira, e caso apareça “autor” no lugar da editora, é porque trata-se de produção independente.

 

 

ABADIA, José Adão Rodrigues. Meninos Olhos D’Água Fogo de Deus (poesias). Contagem: Santa Clara Editora, 2008. 144 p.

 

ALVES, Márcia Souza. A Voz do Coração. Belo Horizonte: edição da autora, 1999. 38p.

 

ALVES, Márcia Souza. Pensamento Alado. Contagem: edição da autora, 2006.

 

ANDRADE, Rivelle. Os poetas do asfalto: 800 frases de pára-choques de caminhões. Contagem: o autor, anos 90. 67p.

 

ARAÚJO, Jonas Pinheiro. Fogueiras. Contagem, 2001. 64p.

 

BAIÃO, José Geraldo. Vaias Covardes. Belo Horizonte: edição do autor, 1999. 55p.

 

BERZÉ. E o livro do livro? Que livro? Belo Horizonte: Segrac, 1985. 100p.

 

BOSCHI, Ronaldo (org.). CPT-100. Belo Horizonte: Imprensa Oficial, 1993. 120p.

 

BRASIL, Lúcia de Fátima (Org.). Redescobrindo a poesia em nós. Contagem: Escola Estadual Salesianas Helena Guerra, 1998.

 

CÂNDIDO, Kennedy. Asas da Liberdade. Rio de Janeiro: Fábrica de Livros SENAC, 2001. 83p.

 

CÂNDIDO, Kennedy. A essência encantada. Rio de Janeiro: Fábrica de Livros SENAC, 2001. 65p.

 

CARDOSO, Vinícius Fernandes. Leituras e andanças; ensaios cartas entrevistas poemas. Contagem: o autor e Academia Contagense de Letras, 2004. 91p.

 

CARDOSO, Vinícius Fernandes. A Alma dos Bairros. Contagem: edição do autor, 2007. A primeira e única tiragem teve apenas 10 exemplares, portanto, desprezível, mas os textos que compõem o livro saíram no Jornal Regional Contagem.

 

CARDOSO, Vinícius Fernandes. Nômade, ensaios, resenhas e versos. Contagem: edição do autor, 2008. Primeira tiragem de 50 exemplares e sucessivas tiragens posteriores de mesma monta.

 

CAROLINA, Júlia. Vida cigana. Contagem: a autora, 2002.

 

CORRÊA, Paulo Bernabé. Histórico das Assembléias de Deus em Contagem; volume II. Contagem: vários patrocinadores, data indefinida. 128p.

 

CARVALHO, José Mistral de Mesquita e. Saber: sabor de vitória. Belo Horizonte: edição do autor, 2001. 56p.

 

CARVALHO, José Mistral de Mesquita e. Educação vem de todos os lados. Belo Horizonte: Studium Chorale, 2004.34p.

 

CASAGRANDE, Jomane. Amantes poetas loucos. Belo Horizonte: Editora Arte Quintal, 1991.

 

CASTRO, Antônio Vieira de. Ressonância das almas. Contagem: edição do autor, 2003. 216p.

 

CONTAGEM, Prefeitura Municipal de. Contagem: memória em construção. Contagem: Diretoria de Projetos e Patrimônio (obra coletiva), 2004. 14 cartões postais.

 

CONTAGEM, Superintendência de Cultura de. Cultura, diversão e arte. Contagem: Prefeitura Municipal de Contagem, 2000. 40p. (Revista)

 

COSTA, Giuseppe da. Evemia Venida. Belo Horizonte: Giuseppe, 1991. 137p.

 

COSTA, Antônio Ribeiro. Não vi mais o sol no poente. Contagem: Control-Art, 1997. 92p.

 

CULTURA, Superintendência de. Contagem: muita história pra contar. Contagem: Prefeitura Municipal de Contagem, 2000. 19p.

 

DINIZ, José Henrique. Pelas trilhas da vida. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2001. 192p.

 

FALCÃO, Celso Botelho. Luz Crepuscular. Contagem: edição do autor, anos 2000.

 

FILHO, José Estanislau. Crônicas do cotidiano popular

 

FILHO, José Estanislau. Contagem: 2009

 

FILHO, José Estanislau. Contagem: 2009

 

FRED 3ºA. Baralho 734. Contagem: edição do autor, 2002.

 

FREITAS, Wagner Augusto Álvares de. A obra de Wagner Augusto parte I. Contagem: edição do autor, 1995.

 

GONÇALVES, Jaques Caetano. Ao amanhecer de A a Z. Belo Horizonte: o autor, 2001. 92p.

 

GONTIJO, Carlos Lúcio. Aroma de mãe. Belo Horizonte: edição do autor, 1993.

 

LUCAS, Glaura. Os sons do rosário; o congado mineiro dos Arturos e Jatobá. Belo Horizonte: Editora UFMG coleção Humanitas, 2002. 360p.

 

MAGALHÃES, Deiwson Ferreira de. Pensamentos de um sonhador. Belo Horizonte: o autor, 2000. 90p.

 

MAGALHÃES, Deiwson Ferreira de. Nas pegadas do pesadelo. Belo Horizonte: Campos do Brasil, 2003. 126p.

 

MAGALHÃES, Deiwson Ferreira de. deiwsonmagalhaes. Contagem: edição do autor, data de publicação (?). Disponível na Internet no Site: <http://www.deiwsonmagalhaes.blogger.com.br>.

 

MENDONÇA, Diovvani. Contagem: edição o autor. Disponível na Internet no Site: <http://www.diovvanimendonça.blogspot.com.br>.

 

MENDONÇA, Diovvani. Projeto Pão & Poesia. Contagem: edição o autor. Disponível na Internet no Site: <http://www.paoepoesia.blogspot.com.br>. Projeto premiado pelo Ministério da Cultura em maio de 2009.

 

MOREIRA, Nair Mendes. Lições

 

MOURA, Hudson. (livreto sem título), 2001. 20p.

 

OLIVEIRA, Lázara Geralda de. Romance de Dora. Contagem: Prefeitura Municipal de Contagem, 2000. 32p.

 

PRADINO, Raimundo. Semente de esperança. Contagem: o autor, 1985. 36p.

 

RIBEIRO, Anderson. Algozes. Belo Horizonte: Fraternidade, 1997. 98p.

 

RIBEIRO, Anderson. andersonribeiro [online]. Contagem: o autor, data de publicação. Disponível na Internet no Site: <http://www.andersonribeiro.com.br>.

 

ROCHA, Cristóvão. Vista Alegre virou cidade e outras estórias “acontecidas” em Cordisburgo nos anos trinta. Belo Horizonte: o autor, 1998.

 

ROCHA, Elza Costa. Memórias de Elza. Contagem: a autora, 2003. 212p.

 

RODRIGUES, Bella. Meu filho, um pedaço de mim. Contagem: edição da autora, 2003.

 

RODRIGUES, Gilmar Silvério. Quando florir a primavera. Contagem: Edições Amém, 1986. 60p.

 

SAID, Yendis Asor. O diário de um louco. Contagem: edição do autor, 2003-2008. Mais de duzentos exemplares de cada um dos mais de vinte livrinhos publicados e distribuídos pelo autor.

 

SANTOS, Jonh Kennedy dos. Quando adormecem os pombos. Belo Horizonte: o autor, 1994. 100p.

 

SILVA, Consuelo Dores. Negro, qual é o seu nome? Belo Horizonte: Mazza Edições, 1995. 132p.

 

SILVA, Davidson Soares. toscomondo [online]. Contagem: o autor, data de publicação. Disponível na Internet no Site: <http://www.toscomondo.blogger.com.br> (Expirado).

 

SILVA, José Menezes da. Mico leão sáurio e a redenção do planeta Terra. 1998. 120p.

 

SILVA, Maria Sueli Diniz (concepção do projeto). Contagem tantas histórias. Contagem: Prefeitura Municipal de Contagem, 2002. (Catálogo iconográfico). 36 cartões postais.

 

SOUSA, Lecy Pereira. Após as montanhas e outros pretextos. Contagem: o site, 2003. Disponível na Internet no Site: <http://www.temploxv.pro.br>.

 

SOUSA, Lecy Pereira. A Coleção dos Sentidos.

 

SOUSA, Lecy Pereira.Primeirapessoaplural. Contagem: Árvore dos Poemas, 2008.

 

SOUZA, Antônio Rodrigues. Palavra que conspira. Contagem: edição do autor, 1989. 95p.

 

SOUZA, Antônio Rodrigues. Flores no pote. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2002. 112p.

 

VALLE, Rubinho do. Poetas Gerais das Minas. Belo Horizonte: edição do autor, 1983. 176p.

 

VAZ, Euler. Pedaços de mim. Contagem: edição do autor, 2001. 52p.

 

VILAÇA, Maria Martins. Folhas na Cama. Belo Horizonte: Núcleo de Edições Especiais da SUCOM-AIRP Imprensa Oficial de Minas Gerais, 1988. 48p. (Edição patrocinada)

  

 

 

 

 

Clique em Iconografia e veja o álbum "Obras da terra"

                                      leitura em contagem

Ler as grandes obras do espírito, deixar uma, e morrer. Para isso viemos ao mundo. A obra a ser deixada para a posteridade não precisa ser necessariamente literária, uma casa, por exemplo, é uma obra deixada para o futuro.

Para quê ler? Para lembrar do que já sabemos, responderia Platão. Ler para passar o tempo? Melhor lixar unha. Ler para aprender? Neste caso, é melhor estudar mesmo, com método e disciplina.

O melhor livro não é aquele que a gente lê, é aquele que lê a gente. Bruno Bettelhein, psicanalista falecido em 1991, no belo ensaio “Os livros essenciais da nossa vida”, publicado na revista Leia (Ano XII, n.º 139, maio de 1990), escreveu: "O modo como reagimos ao que lemos está muito mais relacionado com o que se passa em nós do que com o conteúdo dos livros". E a literatura também pode servir de meio de alcançar o autoconhecimento, um esclarecedor diálogo interior.

Todo livro serve? Claro que não. Há livros que servem muito bem para escorar porta ou para acender churrasqueira, mas passam longe de uma conversa íntima com o leitor a ponto de criar uma cumplicidade entre ambos, como fazem as grandes obras do espírito. Como identificar os livros ruins? Fácil: a maioria dos livros não vale nada, os livros que devem ser lidos são poucos e integram o chamado Cânone. Quem elabora o Cânone? Grandes leitores, como, por exemplo, o jovem Leonardo de Magalhaens, que assina a Série “Betim lê Contagem”, publicada no Jornal Regional Contagem ao longo de 2006. Na dúvida, comece pelos clássicos.

No texto “Por que ler os clássicos?”, Ítalo Calvino, falecido escritor italiano, explica o porquê. Depois dos clássicos, se desejar, leia os modernos. Sugestões. Na prosa, Machado de Assis. Na poesia, Carlos Drummond de Andrade.

A seguir, uma relação de lugares em Contagem onde encontrar livros. Boa aventura!

                                                                          (Texto e pesquisa-levantamento: VFC)

 

 

 

ASA DELTA LEITURAS

Revistinhas, livros de receitas culinárias, revistas de utilidades. 

Segunda a sábado, horário comercial, domingo até 13h.

Avenida Dr. Cincinato Cajado Braga, 431, loja III, Bairro Novo Eldorado.

Ônibus: 1126, etc.

Telefone: (31) 3391.3028

 

 

BIBLIOTECA MUNICIPAL DOUTOR EDSON DINIZ

Literatura, humanidades, revistas, jornais, livros para vestibular.

Segunda a sexta, das 8h às 16h.

Rua Presidente Kennedy, 235, ao lado da Igreja Matriz São Gonçalo, Sede.

Ônibus: 001, 002, 004, 1108, 1162, 1167, 1169.

Para usar: identidade, comprovante de endereço e duas fotos 3X4.

Telefone: (31) 3352.5375

 

 

BANCAS DE JORNAL

O jornal Folha de Contagem tem relação (quase) completa de todas de Contagem

Acesse: www.folhadecontagem.com.br

 

 

BIBLIOTECA ANTÔNIO FARIA

Literatura, história, revistas, jornais.

Segunda a sexta, 8h às 17h.

Praça Vereador Josías Belém, 01, com Rua Bernardo Monteiro, Sede.

Ônibus: 001A, 002, 1116, 1162, 1167, 1169.

Para usar: identidade, comprovante de endereço e uma foto 3X4.

Telefone: (31) 3352.5322/5323

 

 

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA MESSIAS DE FREITAS

Literatura, livros para vestibular, humanidades.

Segunda a sexta, das 9h às 17:30h.

Rua Marquês de Paraná, 95, Bairro Amazonas, dentro do CSU Amazonas.

Ônibus: 002, 1106Palmares.

Para usar: identidade, comprovante de endereço e pagar anuidade.

Telefone: (31) 3361.2319

 

 

BIBLIOTECA DO CENTRO CULTURAL ÁGUA BRANCA (GETEC)

Literatura, humanidades, livros escolares.

Segunda a sexta, das 8h às 17h.

Rua Paulo Sérgio, 872, Água Branca.

Ônibus: 1167Água Branca, outros.

Para usar: identidade, comprovante de endereço, foto 3x4, taxa.

Telefone: (31) 3393.1747

 

 

BIBLIOTECA DO SESI ALVIMAR CARNEIRO DE RESENDE

Literatura, humanidades, exatas, livros para vestibular.

Segunda a sexta, das 8h às 17h.

Avenida Mariano Bittencourt, 750, Bairro Novo Riacho.

Ônibus: 305, 1138, 1149 e 1106 (via João César).

Para usar: identidade, comprovante de endereço e pagar anuidade.

Telefone: (31) 3391.8375

 

 

BIBLIOTECA DA SEDUC

Acervo voltado para professores.

Segunda a sexta, das 8h às 17h

Rua Bélgica, 5, Bairro Glória.

Ônibus 1182, entrada pela Rua Portugal.

Para usar: ser professor da rede municipal de ensino.

Telefone: (31) 3352.5371

 

 

BIBLIOTECA DO CENTRO EDUCATIVO COMUNITÁRIO SÃO GABRIEL

Acervo de mil e quinhentos livros de vários gêneros

Segunda a sexta, 8h às 11h, 13h às 16:30h

Rua Jaraguá, 300, Bairro Estaleiro.

Ônibus: 1167

Telefone: (31) 3392.9414

 

 

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA MAURÍCIO RANGEL

Acervo de mil e duzentos livros de vários gêneros

Segunda a sexta, das 8h às 20h.

Rua Vl, 6, Bairro Nova Contagem (dentro da Casa de Apoio).     

Ônibus: 1162, 1167, 1169.

Telefone: (31) 3392.9199

 

 

BIBLIOTECA DA CASA DE APOIO DO ELDORADO

Literatura infanto-juvenil, gibiteca.

Segunda a sexta, das 8h às 20h.

Rua das Paineiras, 1448, Cidade Jardim Eldorado.     

Ônibus: 402.

Telefone: (31) 3395.3524

 

 

BIBLIOTECA DA PUC CONTAGEM

Empréstimo para alunos, consulta para não-alunos.

Segunda a sexta, das 8h às 21h.

Rua Rio Comprido, 4580, Bairro Monte Castelo.

Ônibus: 001, 002, 003, 004, 1106, 1119, 1189.

Para usar: ser aluno, comunidade pode consultar.

Telefone: (31) 3396.5644

 

 

CENTRO CULTURAL PETROLÂNDIA

Revistas, literatura infanto-juvenil, gibis, generalidades.

Segunda a sexta, 8h às 17h.

Rua Monte Belo, 57, Bairro São Luís Industrial.

Ônibus: 305. (A biblioteca ainda não faz empréstimos)

Telefone: (31) 3353.7545

 

 

PARQUE ECOLÓGICO DO ELDORADO

Material relacionado à educação ambiental.

Terça a sexta, das 8h às 17h.

Rua das Paineiras, 1722, com Avenida Olímpio Garcia (antiga Norte Sul).

Ônibus: 402.

Telefone: (31) 3351-6188

 

 

LIVRARIA LEITURA BIG SHOPPING

Literatura brasileira e estrangeira, humanidades, administração etc.

Segunda a sábado, das 10h às 22h, domingo, até 13h.

Avenida João César de Oliveira, 1275, loja 250, Cidade Jardim Eldorado.

Ônibus: todos os que passam na Avenida João César de Oliveira.

Telefone: (31) 3391.3252

 

 

LIVRARIA LEITURA ITAÚ SHOOPING

Literatura brasileira e estrangeira, humanidades, administração etc.

Segunda a sábado, das 10h às 22h, domingo, até 13h.

Avenida General David Sarnoff, 5160, loja 67A, Cidade Industrial.

Ônibus: Todos os que passam na Gel D Sarnoff e Av. Babita Camargos.

Telefone: (31) 3363.5030

 

 

LIVRARIA POPULAR

Livros novos e usados com bons preços.

Segunda a sexta, das 8h às 18h, Sábado, 8h às 14h.

Avenida José Faria da Rocha, 5899, Bairro JK.

Ônibus: 002, 102, 1108,

Telefones: (31) 3395.4922 / 3046.0194

 

 

LIVRARIA PATMOS

Bíblias, auto-ajuda, generalidades, e a Coleção LP&M Pocket

Segunda a sábado, horário comercial.

Avenida João César de Oliveira, 2308, Cidade Jardim Eldorado.

Telefax: (31) 3352.0018

 

 

LOCALIVROS

Aluguel de livros, compra, venda, consignação.

Segunda a sexta, das 8h às 18h

Sábado das 8h às 14h.

Rua José Olinto, 176A, Bairro Eldorado.

Ônibus: todos os que passam pela Avenida João César de Oliveira.

Telefone: (31) 3043.6942

 

 

LOCADORA DE LIVROS

Aluguel de livros, compra, venda.

Segunda a sexta, das 8h às 18h.

Sábado das 8h às 14h.

Avenida Madrid, 391, Bairro Santa Cruz (Praça Paris).

Ônibus: 1138.

Telefone: (31) 3356.4525

 

 

MEMORIAL NAIR MENDES MOREIRA

Dedicado à memória da insigne contagense.

Segunda a sexta, das 8h às 17h.

Praça Vereador Josías Belém, 01, Bairro Sede.

Ônibus: 001A, 002, 1116, 1162, 1167, 1169.

Aberto para visitas.

Telefone: (31) 3352.5322/5323

 

 

ACERVO DA ACADEMIA CONTAGENSE DE LETRAS

Literatura, humanidades, arte, política, generalidade, especialidades.

Visita breve agendada necessariamente com o Sr. Vinícius Fernandes Cardoso pelo e-mail academiacontagense@bol.com.br ou pelo telefone (31) 3356.4151, preferencialmente para finais de semana. Para cadastrar-se é necessário apresentar cópia do comprovante de endereço e da identidade.

 

Para começar do começo, receita de provável sucesso:

Um centro cultural com biblioteca pública

por regional administrativa de Contagem já!

 

  agências dos correios em contagem, encante e eternize: escreva cartas

Por Vinícius Fernandes Cardoso

 

 Em 2006, duas agências dos Correios e Telégrafos foram inauguradas na cidade de Contagem, uma em Nova Contagem e outra no Nacional, estrategicamente. Com isso, a cidade caminhou em direção a uma rede mínima de agências, necessitando ainda, suprir a carência de outras regiões, como a do Petrolândia, a fim de atender toda população.

                Dica: quem precisa enviar correspondência e não pode ou pôde durante o dia, ir à agência do Carrefour, no Riacho das Pedras, que funciona até 21h30 nos dias de semana e até 20h, no sábado; ou a agência do Wall Mart, aberta até 19hs de segunda a sexta.

                Os Correios e Telégrafos oferecem muitos serviços, alguns pouco conhecidos. Você sabia que até dinheiro é possível enviar pelos Correios? Sim, mas não através de envelope simples, o que é ilegal. Há o Banco Postal, um serviço de remessa de dinheiro via Correios, limitado em quinhentos reais. Outro serviço é a Carta-Social, cujo selo custa um centavo, um convite a (voltar) escrever cartas. A Carta-Social deve ser escrita a mão e pesar no máximo dez gramas, o que corresponde exatamente a duas folhas pautadas escritas na frente e no verso.

                A seguir, sempre ele, Carlos Drummond de Andrade. Adiante, uma relação de agências dos Correios localizadas em Contagem, a fim de utilidade pública. 

 

 

CARTA

 

Há muito tempo, sim, que não te escrevo.

Ficaram velhas todas as notícias.

Eu mesmo envelheci: Olha, em relevo,

estes sinais em mim, não das carícias

               

(tão leves) que fazias no meu rosto:

são golpes, são espinhos, são lembranças

da vida a teu menino, que ao sol-posto

perde a sabedoria das crianças.

               

A falta que me fazes não é tanto

à hora de dormir, quando dizias

“Deus te abençoe”, e a noite abria em sonho.

               

É quando, ao despertar, revejo a um canto

a noite acumulada de meus dias,

e sinto que estou vivo, e que não sonho.

               

Carlos Drummond de Andrade,

Poesia completa, p. 490.

 

 

AGÊNCIA CARREFOUR

Rodovia 381, Km 3, loja 10,

Bairro Riacho das Pedras.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 8hs às 21h30, sábado, 8hs às 20hs.

Telefone: (31) 3396.2909. Fax: (31) 3396.3362.

 

AGÊNCIA PARQUE INDUSTRIAL

Avenida Cardeal Eugênio Pacelli, 1801,

Bairro Cidade Industrial.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 9hs às 18hs.

Telefone: (31) 3361.8039, 3364.5478/5526. Fax: (31) 3364.6914.

AGÊNCIA WALL MART

Avenida General David Sarnoff, 5230,

com avenida Babita Camargos; loja 12.

Bairro Cidade Industrial.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 10hs às 19hs, sábado, 10hs às 13hs.

Telefone: (31) 3362.1960. Fax: (31) 3363.8352

 

AGÊNCIA ÁGUA BRANCA

Rua Cardeal Arco Verde, 466.

Bairro Água Branca.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 9hs às 18h30, sábado, 9hs às 12hs.

Telefone: (31) 3393.1321/2856. Fax: (31) 3393.1321.

 

AGÊNCIA BATERIAS REUNIDAS

Avenida José Faria da Rocha, 4808,

Bairro Cidade Jardim Eldorado.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 8h às 18h, sábado 9hs às 12hs; a Coleta passa às 17h, durante a semana, e às 11h, no sábado.

Telefone: (31) 3395.2001, 3226.5158.

 

AGÊNCIA JOÃO CÉSAR DE OLIVEIRA

Avenida João César de Oliveira, 2759,

Bairro Cidade Jardim Eldorado.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 9hs às 18h, sábado, 9hs às 12hs.

Telefone: (31) 3351.9690. Fax: (31) 3355.1163.

 

AGÊNCIA MERCADO CENTRAL

Avenida Humberto de Moro, 391,

Bairro Inconfidentes.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 8hs às 17h30.

Telefone: (31) 3333.2852.

 

AGÊNCIA METRÓPOLE

Praça São Gonçalo, 63,

Bairro Sede.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 9hs às 17hs.

Telefone: (31) 3398.4330, 3396.7448. Fax: (31) 3398.4288.

 

AGÊNCIA CEASA

Rodovia BR 040, Km 688, pavilhão T, loja 17,

Bairro Kennedy.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 9hs às 17hs.

Telefone: (31) 3394.7240. Fax: (31) 3394. 3368.

 

AGÊNCIA NACIONAL

Avenida Nossa Senhora de Fátima, 10,

Bairro Pedra Azul.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segundo a sexta, 9hs às 17hs.

Telefone: (31) 3394.1000

 

AGÊNCIA NOVA CONTAGEM

Rua VP-1, 1655, Nova Contagem.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta, 9hs às 17hs.

Telefone: (31) 3398.7869.

 

 

* Cidadão, fundador da Academia Contagense de Letras.